Insônia em noite uma solidão.

A noite,no escuro,no frio.

Uma insônia invade meu ser.

Tornando-se meu quarto um depósito.

Um depósito de alimentos para a alma,

De lembranças e desejos,além de um futuro,

Um futuro que não alcanço,

A vida o colocou na despensa mais alta.

Almejo pelo sol,pelo dia,por vozes,

Isto disfarça minha solidão.

Tive o azar de ter insônia,

Em uma noite sem estrelas,

A lua luta para invadir o céu,

Mas as nuvens negras não a deixa entrar.

Ah!se tivesse,se estivesse,aqui,comigo.

Até as rosas-chá estão só.

Assustadas com o latir dos cães miseráveis,

Que parecem estarem perdidos conosco nesta noite.

Nenhuma ideia,nenhum romance melancólico,

Nem mesmo uma paixão com fúria e desastres para animar este meu depósito,

Esta festa com convidados inesperados,mas presentes.

Ainda assim,tento alegrar-me.

Sem motivos incertos.Apenas com aqueles,

Aqueles que acredito,e procuro.

Anúncios

5 comentários sobre “Insônia em noite uma solidão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s